Páginas

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Desconectado!



Por: Carlos Grison.


Como um conector desconectado
Como uma sambista sem seu rebolado
Inventa uma história sabe como é
Que sofre a vida inteira por uma mulher

Como um soneto deseja sua rima
Como a tensão requer sua polia
E um mar agitado na baixa maré
Como tudo que se pensa
Em tudo que se é

Só não se sabe quem manda
Se é sua cabeça ou os seus pés
Vive um lindo faz de conta
Fingindo gostar de quem ele é 

Um comentário:

  1. Olá...
    Deunateliano kkkk como vai ?
    Gostei das poesias.. tenho um blog só para minhas produções... dá um pulo lá.

    http://debby-intimo.blogspot.com.br/

    Bjs
    Debby :)

    ResponderExcluir